Aprendendo com Galvão

A Globo começou hoje a fazer algo bacana com as transmissões de F1, que é uma transmissão mais decente – pelo menos no formato. Agora a equipe de transmissão (Galvão Bueno, Reginaldo Leme e Luciano Burti) vai ser mostrada na cabine, e as intervenções dos repórteres (Mariana Becker, no caso do GP de Mônaco) terão imagens exclusivas, como se viu nas entrevistas com Niki Lauda e Bruno Senna no treino classificatório deste sábado. Antes, isso só era feito no GP do Brasil.

No domingo, antes da corrida, ainda vai ter um gridwalk de Luciano Burti. Temos de esperar para saber como ele vai se sair, mas é uma novidade bastante interessante, copiada das transmissões inglesas, em que o ex-piloto Martin Brundle faz este papel com maestria. Andando pelo grid, qualquer um que lá está é está sujeito a ser abordado por ele, de competidores a astros de cinema.

Mas, nesta primeira experiência deste novo formato de transmissão, houve uma falha. Voltaram do break quando Galvão ainda não estava preparado, e dava um “toque” para a equipe de produção – estava correto, diga-se de passagem. Ele também não estava bravo, como naquele famoso episódio do “Bem, amigos”, em que ele soltou palavrões. Desta vez estava bastante educado, até, o Sr. Carlos Eduardo, e saiu pela tangente. Segue o vídeo do momento que, é claro, já foi postado no YouTube:

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s