Wanser e Wheldon

No domingo mais espetacular do ano para os fãs do automobilismo, com GP de Mônaco e 500 Milhas de Indianápolis – e as 600 Milhas de Charlotte, que estão sendo uma boa distração no fim de expediente – as provas valeram a pena. Em Mônaco, a corrida foi chatinha na maior parte do tempo, mas esquentou no fim. Em Indianápolis, foi boa, só o final que não, com a cagada de Takuma Sato, que foi decepcionante.

Mas foi muito legal a dedicatória de Dario Franchitti, que ficou com a vitória. Os homenageados pelo escocês foram Dan Wheldon e Michael Wanser. A história de Wheldon todos conhecem. A de Wanser, não.

Aos seis anos de idade, ele faleceu no dia 23 de outubro de 2011, uma semana após o vencedor da Indy 500 do ano passado. O “Iron Man Mike”, como ficou conhecido, é filho de Barry Wanser, gerente da Ganassi, e perdeu uma batalha para a leucemia. Mas conquistou a simpatia da Indy durante sua luta.

Na foto, um encontro entre Wheldon e Wanser. Bola dentro do Franchitti (se é que eu posso usar uma expressão do futebol em um texto sobre o automobilismo).

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s