O piloto que sempre chega ao fim

Paul di Resta deixou a disputa do GP da Inglaterra, no último domingo (8), em Silverstone, ainda na primeira volta. O escocês largou em décimo, manteve sua posição e acabou tocado por Romain Grosjean, por trás, e escapou da pista. Ainda levou o carro aos boxes para que a equipe tentasse fazer os reparos necessários, mas não foi possível retornar à disputa. Assim, Di Resta abandonou uma prova apenas pela terceira vez em sua carreira de 28 corridas.

Três de 28 é igual a 10,71%, que é igual à menor porcentagem de abandonos de um piloto na história da F1. Este é um dos pontos fortes de Di Resta, que cruzou a linha de chegada em 20 corridas consecutivas entre os GPs da Europa de 2011 e de 2012.

Em suas 28 corridas na F1, seus melhores resultados foram sextos lugares em Cingapura, no ano passado, e no Bahrein, neste ano. Nenhuma de suas atuações foi de gala, chamou a atenção como, por exemplo, os dois pódios de Sergio Pérez em 2012. Di Resta sempre foi discreto, e tem a consistência como ponto forte. Não é o caso de se dizer devagar e sempre, pois ele está distante de ser lento, mas a verdade é que ele está lá sempre.

O ano de 2012 está sendo melhor que o de 2011. Nas 19 provas da última temporada, Di Resta anotou 27 pontos. Nas nove desta temporada, ele já soma a mesma quantia que, com uma melhora recente da Red Bull, deve crescer ainda mais.

Essa consistência do escocês não é notada só na F1. Em 2006, sagrou-se campeão da F3 Europeia com cinco vitórias em 20 corridas, e chegou ao fim em 18 destas 20. No ano seguinte, o passo natural seria a GP2, criada um ano antes, mas por uma questão física ele precisou mudar seu rumo. “Não cabia no carro”, explicou certa vez o piloto de 1,85m de altura.

Foi, então, para o DTM. Um caminho alternativo. Por lá, ficou quatro temporadas e disputou 42 corridas. Abandonou em apenas duas. Isso mesmo, apenas duas. Em 2010, ano do título, completou todas as 11 corridas entre os dez primeiros, e subiu sete vezes ao pódio. O caneco veio na última corrida, somente, na China, quando chegou em segundo e bateu Bruno Spengler.

Mesmo assim, a estadia no DTM, sob a tutela da Mercedes, não seria definitiva, e o foco de Di Resta ainda estava na F1. A montadora da estrela de três pontas o colocou, então, na Force India. Não como piloto pagante, porém, deu um desconto para a equipe indiana para lhe fornecer motores. A apresentação ainda incluiu uma outra relação comercial: em Glasgow, na Escócia, em um evento da White & Mackay, marca de uísque pertencente a Vijay Mallya, dono da Force India.

Passadas uma temporada e meia na F1, Di Resta vem agradando, apesar de não ter tido nenhum momento de brilhantismo. É discretamente que ele se colocou como um dos pilotos que pode dar um salto na carreira na próxima temporada. Já foi especulado como possível substituto de Felipe Massa na Ferrari, mas é na casa que o criou que seu futuro parece estar. Tudo dependerá da decisão de Michael Schumacher estender seu vínculo com o time prateado ou decidir por mais uma aposentadoria. Em um ano e meio, Di Resta construiu uma imagem que lhe credencia para subir para uma das chamadas grandes equipes. E, comendo pelas beiradas, pode conseguir bons feitos quando subir.

Cabe, aqui, uma última comparação: Di Resta tem 27 pontos em 2012. Schumacher, tem 23. É bem verdade que o alemão sofreu com abandonos e falhas mecânicas no começo do ano mas, se o ponto forte de Di Resta é chegar sempre ao fim, não é nenhum absurdo pensar que ele estaria melhor que o heptacampeão caso estivesse em seu lugar.

Grosjean, que acertou Di Resta no GP da Inglaterra, chegou a cair para último na etapa britânica do campeonato de 2012, mas se recuperou bem e terminou na sexta posição.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s