A panca de Martin em Michigan

A transmissão da Nascar volta do comercial e o carro do líder está arrebentado dentro dos boxes. Difícil de entender o que aconteceu, mas Mark Martin deu sorte no acidente que sofreu na corrida da Nascar neste domingo (19).

Martin estava dominando a etapa de Michigan. Era o líder desde o começo – perdeu a ponta apenas durante as paradas de box – e se aproximava dos retardatários Bobby Labonte e Juan Pablo Montoya. O colombiano se aproximou demais de Labonte, desestabilizando o carro adversário, que rodou.

Martin veio atrás e reduziu o suficiente para desviar dos adversários. Ragan, o segundo colocado, não, e atingiu a traseira de Martin, que rodou e foi bater na quina do muro no pit-lane. Curiosamente, bem no box de Kasey Kahne, o do carro número 5, que costumava pilotar.

Deu sorte o velhinho. Por pouco o carro não bate na altura do compartimento do cockpit. Por mais seguro que seja, seria um impacto forte, talvez com consequências mais graves.

Mesmo assim, não é nem o caso de se falar em falta de segurança. É uma fatalidade enorme acontecer um acidente do jeito que aconteceu esse. E acabou com a corrida do pobre do Martin.

Só para registro, Montoya esteve envolvido em outras duas bandeiras amarelas ao longo da prova deste domingo.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s