BMW também com oito carros no DTM em 2013

A BMW anunciou hoje que terá oito carros na próxima temporada do DTM. Depois de um ótimo ano de reestreia na categoria, nada mais justo do que dar este passo à frente, que era a próxima etapa do planejamento inicial da cúpula da montadora.

Oito provas foram disputadas em 2012. Destas, a BMW venceu três, todas com Bruno Spengler. O canadense está forte na briga pelo título e depende só de si para levantar o caneco nas duas provas que restam. Recompensa pela extensa preparação antes de colocar o carro na pista, em Hockenheim, no fim de abril, e de triunfar já na segunda corrida, na semana seguinte, em Lausitz.

#7, Bruno Spengler (BMW Team Schnitzer, BMW Bank M3 DTM (2012))

No duelo das montadoras, o fato de a BMW ter alinhado seis carros contra oito de Mercedes e Audi não fez tanta diferença assim na pontuação. São apenas 19 pontos de desvantagem para os quatrargólicos, que não tiveram um grande ano. Mantendo a boa forma, a BMW pode se consolidar como segunda força do DTM também na tabela de classificação na próxima temporada.

Os dois carros adicionais da BMW serão operados pela equipe MTEK, cuja base é em Munique, perto do quartel-general da montadora. Bem debaixo dos olhos dos homens que mandam mesmo. Chefe do novo time, Ernest Knoors tem passagem pela Ferrari na F1.

Pra quem não conhece tão bem a lógica de funcionamento do DTM, cada montadora tem equipes que as representam, com dois pilotos cada. Pode até ser que as equipes sejam independentes, tenham estruturas separadas, mas, na prática, quem manda é a montadora. A montadora está acima de tudo. Prova disso é que ninguém fala a ‘Schnitzer vence com Spengler em Oschersleben’, mas sim ‘BMW vence com Spengler em Oschersleben’. O mesmo vale para Mercedes e Audi. A MTEK se juntará a Schnitzer, RBM e RMG.

Faltam nomes. Ontem, Jens Marquardt, chefão da BMW, falou que estuda a possibilidade de dar um carro a Alessandro Zanardi. Na Alemanha, o primo Victor Martins apurou que a montadora, pensando no público feminino, pensa em colocar uma mulher para pilotar – a Mercedes tem Susie Wolff e a Audi, Rahel Frey.

A dupla pode ter, pois, o italiano e uma donzela. Mais nomes possíveis e/ou prováveis devem surgir em breve. Mas que já é muito bom ver que a BMW se equipará a Mercedes e Audi, é. Sinal de que, em um campeonato tão competitivo, é possível chegar chegando. Pode servir de incentivo para, por exemplo, a Nissan, que dizem por aí que estuda entrar na categor

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s