A luta por um novo kartódromo continua na Bahia

Enquanto no Rio de Janeiro a briga é por um novo autódromo, na Bahia segue a luta por um novo kartódromo. O atual, localizado na cidade de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, será desativado em breve para dar lugar a um centro de treinamento da Confederação Brasileira de Judô.

O Kartódromo Ayrton Senna tem data para fechar, como publicou o Ricardo Belussi lá no Allkart.net. Só que com uma condição, de acordo com Selma Morais, presidente da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB): “Se a câmara dos vereadores aprovar a doação do nosso terreno para uma nova pista. Se até o dia 30 de outubro a câmara não aprovar, a gente não sai do kartódromo enquanto não tivermos um novo lugar para ir. É um acordo que temos com a prefeita, não estamos brigando”. A entrevista completa com a dirigente está nesse link aí de cima.

À beira-mar: Kartódromo Ayrton Senna fica na Praia de Ipitanga (Foto: Uol)

As obras deveriam ter começado entre junho e julho, como foi anunciado no fim do ano passado, no lançamento do kartódromo. O prazo de vida útil do kartódromo foi prorrogado. A propósito, nesta ocasião do lançamento do Campeonato Mundial por equipes de judô e o Campeonato Mundial Master (para atletas com mais de 35 anos), que acontecem entre outubro e novembro deste ano em Salvador, o circuito já foi tratado pela Secretaria de Esportes, Trabalho, Renda e Esporte (SETRE) da Bahia como “antigo kartódromo“, como se nem existisse mais.

A área desejada para o novo kartódromo é próxima ao atual e a cinco quilômetros do aeroporto – uma boa localização. A ideia é ter a nova pista até março do ano que vem – isso parece um tanto otimista.

Esta não é a primeira mudança pela qual os kartistas baianos passam. No início dos anos 1990, havia um circuito no Stiep, no centro de Salvador, que também foi desativado. Construiu-se, então, esta pista em Lauro de Freitas, que já recebeu diversas competições nacionais – a última delas foi a Copa Brasil de 2009. A Bahia tem um outro kartódromo, em Vitória da Conquista, mas que não possui uma estrutura capaz de abrigar competições nacionais.

Para encerrar, retomo uma informação do primeiro parágrafo. O kartódromo vai dar lugar a um centro de treinamento de judô.  Pergunta: precisavam mesmo escolher o terreno do kartódromo para construir esse centro de treinamento ou não havia nenhum outro disponível? Vai entender.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s