Revista Warm Up #30

Clique na capa para ler a revistaFoi pro ar ontem a revista Warm Up 30, recheada de conteúdo oriundo das coberturas ‘in loco’ do Grande Prêmio. A capa traz uma matéria bastante interessante: o porquê de as grandes montadoras evitarem a F1. Victor Martins e eu conversamos com gentes de Audi, Toyota e BMW. O motivo das três é semelhante: na F1, gasta-se muito e se desenvolve pouco.

Mas fiz outra matéria, junto com o Felipe Giacomelli, que achei bastante interessante. Nigel Stepney, pivô do ‘Spygate’, o escândalo de espionagem que envolveu Ferrari e McLaren em 2007. Foi ele quem entregou o famigerado dossiê para Mike Coughlan.

Stepney é tranquilo. Fala bem, de maneira bem humorada, e bastante. Não se enquadra nem no estereótipo do inglês e nem do vilão. Falamos com ele do antes e do depois. Marcado que ficou pelo ‘Spygate’, nem todos lembram que Stepney chegou à F1 três décadas antes. Uma carreira recheada de histórias.

Sobre o escândalo, não falou muito. A assessora, que acompanhava a entrevista, tratou de intervir antes. “Vou te agradecer mais tarde”, riu Stepney. No pouco que falou, disse uma coisa que deixou transparecer na entrevista: não se importa com o que comentam a seu respeito.

A revista tem ainda o mochilão da Evelyn Guimarães pela Europa (vidão) e a análise que o Fagner Morais fez da temporada da Indy. Colunas, comparativos, grid girls, é só clicar na capa para ver.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s