10 estatísticas úteis e inúteis do GP da Índia

Se preferir, também pode chamar de 10 estatísticas úteis e inúteis de Sebastian Vettel

1- Pela primeira vez desde o GP da Europa, Fernando Alonso não chega a uma corrida como líder do campeonato. Agora o espanhol está seis pontos atrás de Sebastian Vettel. Este, por sua vez, não ficava na primeira posição da tabela de pontuação desde o GP da Espanha, o quinto de 2012.

2- Se Vettel liderar as 18 primeiras voltas do GP da Índia, deixará Kimi Räikkönen para trás e passará a ser o piloto em atividade com o maior número de voltas consecutivas na liderança. A sequência de Kimi se estendeu do GP da Espanha até o GP da Europa de 2005, um total de 162 voltas.

3- Se Vettel repetir o que fez em 2011 e liderar todas as 60 voltas no circuito de Buddh, sua sequência chegará a 205 voltas consecutivas na liderança e será a quinta maior de todos os tempos. Se liderar as 41 primeiras, já terá superado Jim Clark para entrar no top-5. Alberto Ascari lidera com 304 voltas.

4- Continuando no quesito voltas na liderança, no GP da Coreia, Seb superou Fernando Alonso e agora é o sétimo colocado no ranking de voltas lideradas na carreira. São 1652 do alemão, contra 1646 do espanhol. Michael Schumacher lidera com 5111 voltas.

5- Em caso de vitória em Buddh, Vettel alcançará seu 26º triunfo, superará Jim Clark e Niki Lauda e assumirá a sétima colocação.

6- A última sobre Vettel, prometo. Falei tanto dele até agora porque ele dominou a primeira edição do GP da Índia. Pole-position, volta mais rápida e vitória de ponta a ponta. Foi seu primeiro grand-chelém – o segundo foi no GP do Japão deste ano.

7- Tá, eu não cumpro promessas. Os recordes de volta no circuito de Buddh, é claro, é de Vettel. 1min24s178, na classificação, 1min27s249, na corrida.

8- Chegando na quarta colocação, Vettel marcará seu milésimo ponto. Tem uma média de mais de dez por GP, a maior da história. Claro que estes números foram turbinados de 2010 para cá, quando o sistema de pontuação foi reformulado e passou a dar 2,5 mais pontos ao vencedor. Tivesse Vettel pontuado somente pelo sistema que foi válido até 2009, ele teria 478 e seria o 14º colocado na lista, e não o terceiro.

9- Vettel nunca venceu quatro vezes consecutivas em uma mesma temporada. Fá-lo-á pela primeira vez caso triunfe em Buddh. Porém, o alemão já venceu quatro vezes seguidas: entre o GP do Brasil de 2010 (penúltimo) e o GP da Malásia de 2011 (segundo).

10- Pela primeira vez desde que criei esta seção aqui no blog, um piloto é citado em todas as estatísticas. É que é bem mais fácil falar do demolidor de recordes do Vettel do que de uma corrida que só aconteceu uma vez e foi dominada justamente por ele.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s