A regra injusta

Sebastian Vettel foi punido merecidamente pelo erro infantil da Red Bull na classificação em Abu Dhabi. Faltou combustível no carro do alemão. Os comissários conseguiram retirar apenas 850 ml do tanque do RB8 do alemão – o regulamento determina que um mínimo de 1 L esteja no tanque. Segundo a Red Bull, havia 1 L no carro, não no tanque. A Renault acabou avisando alguns segundos tarde demais.

Aliás, os comissários compreenderam que Vettel parou na pista por um problema de força maior, o que o isentaria de uma punição, não fosse a falta de combustível constatada posteriormente.

Mas o fato de a punição ter sido merecida não significa que ela tenha sido justa. A regra é clara e foi cumprida. Concordo também que exista tal regra no regulamento. Não concordo que o piloto precise ser submetido a tamanha penalização, como aconteceu com Vettel nos Emirados Árabes e com Lewis Hamilton no GP da Espanha.

É mesmo necessário que o piloto que parar na pista perca todos os tempos estabelecidos no treino classificatório? Não. Vettel parar na pista depois do fim do Q3 não mudou nada na vida de Nico Hülkenberg, que foi o 11º colocado no Q2. Não mudou nada na vida de ninguém que foi eliminado antes do Q3. Mas todos ganharam uma posição com o equívoco da RBR.

Vettel pagou muito mais caro do que deveria pagar, assim como Hamilton, na Espanha. Essa regra deveria ser modificada. O mais correto seria o alemão largar na décima colocação em Abu Dhabi.

Ah, antes que eu esqueça, os comissários só podem estar de brincadeira. Assistiram ao show do Nickelback, saíram para jantar, passaram na festinha da Williams e só depois decidiram o que fazer com o Tião. O MEC desclassificou gente do ENEM antes do Vettel ser desclassificado lá na Marina de Yas. Foram cinco horas até que a decisão saísse. É incompetência demais demorar tanto tempo. Pelamordedeus. A FIA precisa rever isso. Além de muitas das punições serem contestáveis, agora elas demoram horas para serem definidas.

Anúncios

6 comentários em “A regra injusta

  1. Correto. A FIA é do tipo que precisa ver uma coisa muita errada ocorrendo na prática pra descobrir que o regulamento está errado. Eles não tem sensatez na hora de redigir aquela coisa, daí os pilotos começam a pagar caro demais por infrações pequenas.

    Vamos ver se ano que vem tem mudança na regra. Já vi demorarem dois anos pra acordar pra vida, então não será surpresa se 2013 ainda estiver tudo igual.

    F. Maciel

  2. A regra é justa sim… imaginem o schumacher no Q2 com apenas 200 ml de combustível para pesar menos e ir ao Q3, fora que uma menor quantidade de combustível tornaria mais complicada a avaliação de algum tipo de adulteração do mesmo. Ele chegaria ao Q3 de forma artificial prejudicando todos do Q2, por isso não se pode chamar a regra de injusta. Outra, ela vale para todos e já existe a muitos anos, não foi modificada para esta corrida apenas o que seria injusto.

  3. Concordo plenamente. Décimo lugar era a punição justa. A regra pode ser centenária, mas deveria ser ajustada para o formato atual de classificação.

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s