O criador e suas crias

Muito legal mesmo esse vídeo da Red Bull, que deu a Adrian Newey a oportunidade de andar no RB6, carro do primeiro título da equipe na F1, em 2010. Mas não foi só. Newey também pôde pilotar o carro da March-Leyton House de 1990, com o qual a equipe quase conquistou uma dobradinha histórica no GP da França, com Ivan Capelli em primeiro e Maurício Gugelmin em segundo.

É bem interessante ver o que Newey fala a respeito de ambos os carros. Na pista, o gênio da engenharia surpreendeu ao pisar mesmo. Como dizem, o bom mecânico/projetista/preparador/seja-o-que-for pode não ser o melhor piloto, mas de tanto observar, de tanto estar ali, sabe o que fazer quando tem o volante nas mãos e os pedais aos pés, a sua disposição.

Mesmo assim, Newey deixou o RB6 morrer na saída do pit-lane, e pareceu um pouco frustrado por isso, mas, enfim. O vídeo começa na sala do projetista e mostra, inclusive, sua prancheta. Ele ainda faz tudo na prancheta, usando lápis, compasso, régua e transferidor.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s