As vagas do DTM – restam 5

2013-dtm-bmw-janeiro-glock

SÃO PAULO, 12h55 – Timo Glock ficou mesmo pouco tempo na lista dos desempregados do mundo do automobilismo. Quatro dias depois de ter sua saída oficializada pela Marussia, foi anunciado pela BMW e vai correr no DTM em 2013. Se deu muito bem, mesmo. O alemão vai correr num campeonato de ponta pela montadora que acabou de ganhar o título.

Com a contratação de Glock, a BMW fechou seu time de pilotos. Os oito competidores que a marca colocará no grid já estão confirmados. Resta apenas definir as equipes, pois, como o time de Glock não foi anunciado, é possível que exista um remanejamento – o natural seria ele entrar na equipe MTEK, o novo time de Munique na categoria.

Agora restam cinco vagas em aberto para a abertura do campeonato, marcada para o dia 5 de maio, em Hockenheim, como tradicionalmente acontece. A Audi, que roubou Jamie Green da Mercedes, ainda não confirmou a permanência de Rahel Frey e Miguel Molina. Mas o povo de Ingolstadt está trabalhando discretamente para completar seu line-up.

Não é o que acontece com a Mercedes, que levou um pelotão de pilotos para testar seu carro em dezembro. Pelotão mesmo. É que o número de baixas foi grande: Ralf Schumacher, David Coulthard, Susie Wolff e Green.

2013-dtm-mercedes-janeiro-kubica

Não sei da lista completa, mas vira e mexe surge no noticiário o nome de alguém que testou. Dentre eles, Bruno Senna, Mike Conway, Daniel Juncadella, Robin Frijns, Jérôme D’Ambrosio, Oliver Turvey… E nesta semana ainda teve Robert Kubica, que, dizem, foi muito bem. Relatos vindos de Valência indicam que ele acompanhou o ritmo de Gary Paffett, o melhor da Mercedes em 2012.

Destes, eu apostaria em Juncadella, campeão da F3 Europeia, para correr em 2013. Os demais, de tanta gente que tem, fica até difícil dizer quem é favorito. Mas seria muito bom ver Robert Kubica andando; o problema é que ele tem contrato para andar de rali e datas coincidirão.

Assim estão as escalações de cada montadora até aqui:

Audi: Mattias Ekström, Timo Scheider, Filipe Albuquerque, Edoardo Mortara, Mike Rockenfeller, Adrien Tambay e Jamie Green – resta 1

BMW: Bruno Spengler, Augusto Farfus, Martin Tomczyk, Dirk Werner, Joey Hand, Andy Priaulx, Marco Wittmann e Timo Glock – fechado

Mercedes: Gary Paffett, Christian Vietoris, Robert Wickens e Roberto Merhi – restam 4

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s