Tudo pela vitória

2013-24h daytona-jordan taylor-handSÃO PAULO, 10h35 – Não pude acompanhar ao desenrolar da prova das 24 Horas de Daytona, pois passei o domingo em Interlagos, no Super Kart Brasil. Mas é impressionante como uma corrida que dura o dia inteiro pode ter um final emocionante.

Montoyucho, ele mesmo, precisou de um splash-and-go a seis minutos do fim, perdeu a liderança, mas a retomou logo depois no mesmo esquema. Voltou a vencer uma corrida, junto de Scott Pruett, Memo Rojas, Scott Dixon e Dario Franchitti no time da Ganassi. Um final daqueles.

É preciso tirar o chapéu também para a Michael Shank Racing, do colunista do GRANDE PRÊMIO Ozz Negri (que mandou bem demais nas colunas, diga-se), que mandou bem demais na estratégia. Eles perderam sete voltas no começo da prova com um problema na suspensão, mas conseguiram descontá-las para subir ao pódio. Isso é endurance.

Endurance também é o que está na foto ali de cima. Uma corrida que desgasta mesmo os pilotos, que sofrem com o calor e que pilotam duas, três, quatro horas seguidas. A mão de Jordan Taylor, piloto do Corvette da equipe VelocityWW, companheiro de Max Angelelli e Ryan Hunter-Reay. Não é mole. Tudo pela vitória.

Anúncios

2 comentários sobre “Tudo pela vitória

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s