Impressões dos testes de Jerez

Button

SÃO PAULO, 22h03 – A primeira bateria de testes da pré-temporada da F1 acabou nesta sexta em Jerez de la Frontera, na Espanha. Claro que não dá para dizer muita coisa sobre como a distribuição de forças estará daqui a um mês, no GP da Austrália, é até clichê dizer isso, mas algumas impressões ficam.

Fica a impressão de que a Force India e a Toro Rosso tem bons carros, pelo menos melhores que os do ano passado. Seus pilotos andaram rápido durante toda a semana.

A Lotus também demonstrou velocidade, assim como a Ferrari, com Felipe Massa, na quinta-feira. Mas não dá para saber quem realmente mostrou as cartas ou que níveis de combustível foram utilizados pelas equipes.

Mas eu fiquei com a impressão de que a McLaren está muito bem. Já terminaram bem no ano passado e Jenson Button marcou um tempo muito bom na terça-feira. Felipe Massa se disse impressionado, e tem motivos para isso. Button virou 1min18s8 usando pneus duros no primeiro dia de atividades com o novo carro.

A pista estava suja, era a estreia do MP4-28 e ele ainda teve um problema mecânico que custou bastante tempo na pista. Hoje, com a pista mais do que emborrachada, Sebastian Vettel virou 1min18s5 com os pneus duros. Depois de terça-feira, a McLaren ficou na sétima posição em todos os dias, com Button e Sergio Pérez. Hum.

Sobre a Mercedes, lembrei-me da semana seguinte ao anúncio de Lewis Hamilton para o time alemão. Acabara de ver a McLaren quebrar mais uma vez, no GP de Cingapura, quebra esta que lhe custou uma vitória. Cansou daquilo tudo. Nos dois primeiros dias, duas quebras no W04. Uma pane elétrica e uma falha nos freios – que mandou Hamilton para o muro. 26 voltas completadas em dois dias.

Nos dois últimos dias o time compensou isso com 303 voltas. Mesmo assim, já fica a impressão que esse carro é um carro propenso a quebras. De se destacar que, segundo Lewis, é fácil aquecer os pneus. Uma volta e bang, eles estão na temperatura ideal e a volta do pneu vem.

Hamilton

E o Pedro de la Rosa, coitado? Ganhou a inesperada chance de andar em uma Ferrari nessa altura da carreira, dá três voltas e o carro pega fogo. Mais de três horas e meia nos boxes, câmbio trocado e ele voltou para a pista para mais 48 voltas. Aí sem problemas. Disse que essa experiência será fundamental para o trabalho que vai fazer nos simuladores do time. Ele fez isso com a McLaren no passado. A meta é aproximar a Ferrari do que os ingleses e a Red Bull têm.

Quanto à Red Bull, vão continuar lá na frente, podem apostar.

Abaixo segue o combinado dos quatro dias de atividades, quando 23 pilotos entraram na pista em Jerez.Destaque para o equilíbrio: oito equipes diferentes nas dez primeiras posições. E, segundo informações da Pirelli, os tipos de pneus que eram usados nas voltas mais rápidas – a fabricante não divulgou de todos os pilotos:

Massa, Grosjean, Di Resta, Räikkönen, Bianchi: macios;

Rosberg, Ricciardo, Rosberg: médios;

Vettel e Button: duros.

2013-test-jerez-combinado

Anúncios

Um comentário sobre “Impressões dos testes de Jerez

  1. A diferen;a entre o Rory da Ferrari e o Brunoro e que o primeiro depende apenas da sua competencia intelectual para projetar um carro ,algo que parece estar faltando ao autor desse blog, sr Coutinho , que n’ao tem qualquer credencial intelectual para avaliar o trabalho do projetista Rory , e mais , tudo que o engenheiro fez na Ferrari foi apenas projetar carros campeoes ! O sucesso incomoda ,principalmente o dos outros ! Quanto ao Brunoro , apesar de nao entrar em campo, ainda assim tem muita competencia para colocar a casa em ordem .!

    Responder

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s