Informações desencontradas

2012-brasil-largada

SÃO PAULO, 18h15 – Na hora de falar do futuro de Interlagos no Mundial de F1, cada um diz uma coisa. Saíram hoje no Estadão declarações fortes de Bernie Ecclestone sobre as promessas de reforma que São Paulo faz e não cumpre. Não me lembro de vê-lo engrossar tanto assim a voz para falar de Interlagos. Mas vamos com calma nisso tudo. Algumas ponderações precisam ser feitas.

Ano passado, quando o Prefeito Quibe I, que também atendia por Gilberto Kassab, foi a Interlagos para vistoriar as obras realizadas visando o GP do Brasil, revelou os valores para o grande projeto de reforma que fora apresentado meses antes. A primeira fase, que compreendia os novos boxes e mudanças na curva do Lago, a nova curva 1, totalizava R$ 120 milhões. Segundo ele, esse projeto estava pronto e seria entregue ao seu sucessor, já eleito, o Prefeito Quibe II, Fernando Haddad. Para que tudo ficasse pronto para 2014, as obras deveriam começar no meio deste ano.

No mesmo evento, Cláudia Ito, diretora do GP do Brasil, afirmou que a renovação do contrato da F1 com Interlagos está totalmente condicionada à reforma do autódromo paulistano. A matéria completa está aqui.

Kassab também fez uma lista de elogios a Haddad, que foi seu opositor na eleição do mês anterior, e afirmou que o petista tem plena consciência da importância do GP do Brasil para a cidade de São Paulo.

2012-brasil-vistoria-kassab-pista

Pois bem.

Há duas semanas, o amigo Américo Teixeira Jr., do ‘Diário Motorsport’, publicou que Haddad e Bernie não começaram bem seu relacionamento. O novo prefeito descartou a “reforma do século”. Não aprovou o orçamento previsto pelo projeto deixado por Kassab e imagina gastar apenas um quarto dele. Falando em orçamento, bem destacou o chefe Flavio Gomes hoje no blog: nada foi reservado para a reforma no orçamento da Prefeitura para 2014. Haddad está estudando como executá-la para 2015.

Enquanto isso, Emerson Fittipaldi, que é o promotor das 6 Horas de São Paulo, falou foi bem das intenções demonstradas por Haddad até o momento. Afirmou que o político tem consciência da importância dos eventos de automobilismo para SP (F1, Indy e WEC) e que ele, Emerson, não vê a categoria máxima do esporte a motor longe de Interlagos. As informações vindas de quem está envolvido com as negociações são desencontradas.

O que eu acho? Que a F1 estará em Interlagos no ano que vem. Quer um bom motivo? O contrato é válido até 2014. Se vai ser renovado ou não, é outra história, mas eu duvido que cancelem a corrida do ano que vem. Isso é falácia de Ecclestone, que gosta de fazer esse tipo de coisa.

Mas, para bater de frente com a renovação de contrato de São Paulo, ele agora tem uma carta na manga: o autódromo do Beto Carrero. Já foi lá visitar e conhecer os planos dos dirigentes, que estão dispostos a receber a F1. Aliás, na semana da visita, Bernie falou à Juliana Tesser em Interlagos que não viu nada demais lá em Penha. Como sempre, desconversa, fala pensando em fazer tudo conspirar ao seu favor.

Vamos aguardar pelos próximos desdobramentos.

Anúncios

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s