PRECISAMOS DE MAIS FILMES COMO RUSH

rushSÃO PAULO | Há muita gente que gosta do automobilismo por causa dos carros velozes e modernos que desfilam nos circuitos do mundo. Há, também, muita gente que gosta por causa do elemento humano que está envolvido. A paixão, a garra, vontade de vencer, o medo e o desejo de ignorá-lo. Gente que gosta de carros, mas que gosta mais de corridas. É esse lado que o filme Rush mostra muito bem.

A trama produzida por Ron Howard contém alguns erros factuais, é verdade, mas erros que, no final, pouco importam. O filme é baseado em fatos reais, não um documentário, e o diretor soube aproveitar bem demais os elementos da história de Niki Lauda e James Hunt que resultariam em um grande drama para o cinema. Ficou bom ao ponto de emocionar até mesmo aqueles que conhecem cada detalhe da história. Eu sabia que o austríaco ia se arrebentar em Nürburgring. Eu já vi o acidente dezenas de vezes. E balancei com a cena. Sem contar a perfeição com que Daniel Bruhl interpretou Lauda.

Mas o mais importante é que pessoas que não são tão ligadas ao automobilismo também ficaram bem entusiasmadas com o que viram. Conheceram um lado da F1 que, certamente, cria neles uma nova visão a respeito da categoria. Não é nada como aquele monte de bobagens que Sylvester Stallone fez com a Indy. Dessa vez, a impressão transmitida pelo filme é verdadeira.

Tem se tornado muito comum ver o povo dizendo coisas do tipo ‘Ah, mas na F1 os caras só ficam andando em círculos’ ou ‘Que graça você vê em um monte de carro andando um atrás do outro?’

Essas pessoas, vendo Rush, conhecem o lado mais apaixonante do esporte a motor. O dos bastidores. A relação que os pilotos têm com a velocidade. Com os carros. Pelos circuitos. Pelos detalhes. A paixão pelo o que fazem.

Já que estamos falando de cinema, por que não aproveitar duas frases ditas em filmes que sintetizam bem esse sentimento? Uma é do próprio Rush, que, certamente, será bastante lembrada: “Não fique com um homem que está preparado para morrer andando em círculos e esperando normalidade.” A outra é do grande Steve McQueen: “Life is racing. Everything else is waiting.”

A F1 atual é bem diferente da F1 mostrada em Rush, é verdade. Blindados pelas equipes, os pilotos têm pouca liberdade para falar o que pensam. Também não são tão ‘românticos’ como eram os das décadas de 1960, 1970, 1980. Mas, sem dúvida alguma, eles têm a mesma paixão que Lauda e Hunt tinham, uma paixão que começa quando eles estão começando a ter contato com motores, pneus e volantes: no kartismo.

Horas antes de ir ao cinema, eu estava no Kartódromo de Interlagos acompanhando o Super Kart Brasil. É muito legal ver a molecada se divertindo na pista. Aprendendo a lidar com o kart, aprendendo a contornar uma curva, aprendendo que precisa, em alguns momentos, ‘matar’ o kart na entrada da curva para carregar velocidade na saída e, em outros, deixar o kart fluir. Fora da pista, a cadetada está lá, correndo de um lado para o outro como se estivesse no recreio da escola.

Precisamos de mais filmes como Rush porque queremos sentir mais e mais toda essa paixão que envolve o automobilismo. Queremos nos emocionar com o que tanto gostamos. E também para que o público em geral, que não tem acompanhado tanto as corridas, entenda que trata-se de muito mais do que carros andando em círculos. É uma relação que transcende a barreira do explicável.

Anúncios

Um comentário sobre “PRECISAMOS DE MAIS FILMES COMO RUSH

  1. um esquecido:

    Título: Fabuloso Fittipaldi
    Gênero: Documentário
    Duração: 107 min.
    Lançamento: 1973
    Direção: Roberto Farias
    Roteiro: Hector Babenco
    Produção: R.F. Farias e H.B.
    Fotografia: José Medeiros
    Elenco: Emerson Fittipaldi, Maria Helena, Jackie Stewart, Ronnie Peterson, Clay Regazzoni, Wilson e Juse Fittipaldi, José Carlos Pace, Nina Rindt, Novelli e seu Conjunto Azimuth, Denis Roland, François Cevert, Jack Ickx, Jochen Rindt….
    DVD – COR

    http://expirados.blogspot.com.br/2011/09/dvd-filme-fabuloso-fittipaldi-1973.html

    Responder

Comente este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s